9 de ago de 2016

Brinquedos na Escola: Introdução

Brinquedos na Escola
~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Quando comecei a trabalhar na Educação Infantil em 1999, sentia necessidades de alguns materiais para organizar a rotina da turma, especialmente, durante os "cantinhos" para brincadeiras com jogos pedagógicos. Porém, naquela época, não havia investimento em compra de bons jogos pedagógicos pela prefeitura. Então, fui adquirindo jogos, aos poucos, conforme era possível. Também consegui doações de brinquedos em condições de uso.

Ao planejar o uso de brinquedos, é importante:

- Ensinar às crianças a brincar: como manusear, cuidados, possibilidades de uso, e guardar em local adequado após o uso;

- Ter uma lista de combinados sobre o uso dos brinquedos na sala;

- Há jogos com regras bem específicas, que devem ser ensinadas pela professora, como por exemplo: dominó, jogo da memória, quebra-cabeça, etc;

- Ter potes, caixas e vasilhas (com tampa), identificados, para que os brinquedos fiquem protegidos da poeira;

- Os brinquedos seguem uma rotina: escolher, conhecer, brincar, arrumar e guardar. Ao trocar de mesa, na escolha de outra atividade, a criança deverá arrumar o brinquedo (não deixar nada espalhado);

- Diversificar os brinquedos: a escolha dos brinquedos pode ser semanal, para que todos possam brincar com o mesmo brinquedo ao longo da semana;

- Ao escolher os brinquedos, a professora deverá ter em seu planejamento quais habilidades e conhecimentos estarão em jogo;

- Trabalhar valores como: solidariedade, amizade, respeito. Essa é uma atividade COLETIVA que necessita de intervenção e supervisão da professora;

- Peças quebradas ou danificadas devem ser descartadas. Se a criança brinca com peças danificadas entende que isso é "normal". É preciso valorizar o cuidado com o material escolar.

É muito triste entrar numa sala e encontrar "restos" de brinquedos, muitas vezes danificados, todos misturados em uma caixa, com as crianças brincando do "jeito que dá". São as "gambiarras" que passam ideias equivocadas sobre o brincar. Em geral, é comum perceber que a professora não planejou esse momento, é apenas uma "atividade preenchedora de tempo." As crianças brincam e ela aproveita para fazer outra coisa, menos observar ou interferir nesse momento tão precioso.

Particularmente, não deixo que as crianças tragam brinquedos de casa para a escola. Explico aos responsáveis na reunião inicial os motivos: 1) o brinquedo que vem de casa pode ser motivo de conflito entre as crianças; 2) responsabilizar a professora pela quebra ou dano do brinquedo; 3) responsabilizar outra criança da turma pela quebra ou dano. O brinquedo que pertence à escola (ou à professora) é emprestado, ou seja, precisa ser compartilhado e causa bem menos conflito.
Não promovo nem o tal "dia do brinquedo" feito em algumas escolas, porque os problemas serão os mesmos já apontados.

Organizado por Ivanise Meyer®


As próximas postagens sobre BRINQUEDOS NA ESCOLA trarão mais exemplos.

Já escrevi uma postagem sobre a Organização da Sala de Aula se quiser ler sobre os cantinhos. 

Esta postagem está baseada na postagem Brincar na Educação Infantil. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...