28 de jun de 2008

Brincar na Escola

Brincar na escola
~~~~~~~~~~~~~
Para Lino de Macedo, o brincar aparece estruturado basicamente em três modalidades:
Jogo de exercício - movida pelo prazer, através da repetição, a criança tem como conseqüência a formação de hábitos, tornando-se fonte de significados, ou seja, de compreensão das ações. É a matriz da regularidade. Possibilita as assimilações que integram o homem ao meio. É a principal forma de aprendizagem no primeiro ano de vida. Possibilita que a criança conheça as coisas por si mesma. A estrutura do jogo de exercício faz parte fundamental das outras estruturas dos jogos. São a base do COMO das coisas.
Símbolo - caracteriza-se pelo fato de a criança considerar, "A" por "B", o conteúdo que assimilou através do jogo de exercício. A assimilação é deformante - a criança assimila como pode ou deseja. A criança se torna produtora de linguagens, criadora de convenções, firma vínculo entre as coisas e suas possíveis representações, possibilita a compreensão de convenções arbitrárias. São um prelúdio das futuras teorizações da criança. É a base do PORQUÊ das coisas.
Jogo de regra - Herda as características do jogo de exercício, pela regularidade das jogadas e do jogo simbólico, devido aos combinados arbitrários. Inaugura a assimilação recíproca por seu caráter coletivo, cuja regularidade é intencionalmente consentida, e pela busca de convenções em comum. Integra o COMO e o PORQUÊ das coisas.
Qualquer objeto colocado à disposição das crianças (brinquedos, jogos de construção, sucata, elementos da natureza, objetos do uso cotidiano do mundo adulto, tabuleiros, dados, etc.), permite que elas utilizem-no em uma ou mais dessas modalidades, ou seja, no jogo de exercício, simbólico ou regra, de acordo com suas capacidades, necessidades ou desejos.
Cabe aos profissionais de educação garantirem o espaço, o tempo e as condições para que as brincadeiras aconteçam na escola na sua essência e diversidade. A participação do educador deve orientar-se pela observação, registro e reflexão com objetivo de encontrar formas de intervenção que, mantendo a essência do brincar, tornem possível a construção de novas aprendizagens.


Bibliografia:
CAMARGO, Fatima. A importância do Brincar para o Desenvolvimento Infantil.
MACEDO, Lino de. A importância dos jogos de regras para a construção do conhecimento na escola.Universidade de São Paulo/Instituto de Psicologia/Laboratório de Psicopedagogia.

2 comentários:

CÍNTIA disse...

Olá Ivanise...

Passeando pela net encontrei seu blog e confesso :
A D O R E I !

Vou te add aos meus favoritos para poder sempre dar uma espiadinha....

Espero sua visita, sempre!

Bjos mil

Cíntia Maciel

pedagogiadoafeto disse...

Adoro suas postagem que bom q vc gostou da minha mudança radical no meu cantinhu.
Bjinhuxxxxx

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...