24 de jan de 2016

Prepare a volta às aulas!


Um novo ano em nossas vidas!

Todo ano é um novo ano.
Pode ser o primeiro ano na escola (ou creche),
pode ser a primeira vez,
pode ser um retorno à escola,
não importa,
todo ano é um novo ano.
Faz parte das estratégias da escola
conquistar seus alunos logo no início.

Sugestões do Baú de Ideias:

1) Convide os pais para passarem alguns momentos na escola.
Uma opção é fazer uma palestra sobre a importância da sua participação na educação dos filhos e nas atividades da escola.
Uma sugestão é planejar uma atividade que o responsável possa fazer junto ao seu filho,
coordenado pela professora da turma, ex.: ouvir uma história, fazer uma dobradura, montar um brinquedo com sucata.
Pode-se organizar uma mesa com pequeno lanche: biscoitos, refrescos, café e água.
2) Pais e alunos podem fazer uma "excursão" pela escola supervisionados pela professora da turma. Assim, podem conhecer os espaços da escola e algumas das propostas que serão desenvolvidas.
3) Prepare crachás de identificação para as crianças e escolha uma dinâmica para a distribuição.
4) Outra dinâmica que eles adoram é do espelho.
 Forre uma caixa com tampa com papel decorado e dentro dela cole um espelho no fundo da caixa. Diga às crianças que dentro da caixa há um presente muito especial, mas que não podem contar depois que olharem dentro da caixa. No final, converse com a turma deixando claro que eles são o seu "presente".
5) Que tal uma lembrança deste dia?
Pela internet podemos tirar muitas sugestões de lembrancinhas: viseiras, pirulitos enfeitados, balas em porta-balas, lápis decorados (para turmas maiores), etc.
Sempre com uma mensagem de carinho, pois a criança precisa se ser acolhida neste (novo) espaço.
6) O ideal é que este primeiro dia tenha um horário reduzido para não cansar as crianças.

No índice você encontrará postagens antigas
sobre o início das aulas:



Para sugestões de mensagens e dinâmicas
visite o

 


Organizado por Ivanise Meyer®

21 de jan de 2016

Linguagem 45: Ditados

Sugestões de Ditados
~~~~~~~~~~~~~~~~~~
  • DITADO COM IMAGENS
    O professor mostra gravuras ou objetos e as crianças escrevem a palavra.
    Ou então mostra a palavra e eles fazem os desenhos.

  • DITADO COM DICAS
    O professor dá as "dicas" para o aluno descobrir a palavra.
    " É amarelo, redondo e ilumina a Terra". (Sol)
    " É cheiroso e usamos para tomar banho".(sabonete)
    Variação: os alunos dão as dicas para os colegas.

  • DITADO RELÂMPAGO
    Este ditado visa principalmente ao treino das dificuldades ortográficas.
    Mostrar a palavra numa ficha ou escrever no quadro.
    O aluno lê a palavra.
    O professor esconde a palavra e o aluno escreve a palavra.
    Depois, o professor mostra a palavra.

  • AUTO DITADO
    Os alunos escrevem uma lista de palavras que quiserem.
    Eles gostam muito deste tipo de ditado e ao fazê-lo aumentam sua autoconfiança, procurando melhorar cada vez mais e errar menos.

 
  • DITADO DE MEMÓRIA VISUAL
    O professor mostra uma gravura com desenhos de diversos objetos, animais, tipos de alimentos, frutas, etc.
    É dado um tempo para os alunos memorizarem os objetos que constam na gravura.
    Depois, o professor retira a gravura e os alunos procuram escrever os nomes dos objetos.
    Quem escrever mais palavras será o campeão.
    Variação: em vez de mostrar desenhos ou gravuras, o professor mostrará um grupo de palavras de treinos ortográficos estudados pelos alunos.

  • DITADO COCHICHO
    O professor mostra a palavra numa ficha ou escreve no quadro.
    Ele fala a palavra bem baixo, exagerando a sua articulação.
    Os alunos leem a palavra em voz alta.
    Os alunos escrevem a palavra.
    Depois, conferem se escreveram a palavra certa.

  • DITADO DESENHADO
    Ler as palavras das fichinhas e fazer os desenhos correspondentes nos quadrinhos.

  • DITADO RECORTADO
    Colar ou copiar no lugar certo das palavras correspondentes aos desenhos.

  • DITADO ADEDANHA
    O professor sorteia uma letra do alfabeto.
    Os alunos vão escrever nomes: animal, planta, objeto, etc.

  • DITADO DE BINGO
    O professor prepara as cartelas do bingo com as palavras.
    Os alunos marcam com um X as palavras que forem sorteadas.

  • DITADO ENIGMÁTICO
    Escrever somente a 1.ª letra do desenho e descobrir as palavras.
    EX: desenhos peteca, olho, rato, tartaruga, anel.
    P O R T A

  • DITADO SURPRESA
    Coloque alguns objetos dentro de uma caixinha bem bonita e passe durante a aula pela sala. As crianças vão tirando os objetos e escrevendo sua lista.

  • DITADO LACUNADO
    O aluno recebe a cópia de um texto do qual foram retiradas algumas palavras. Sua tarefa é acompanhar a leitura do professor e completar as lacunas. A atividade permite ao professor selecionar os aspectos que pretende explorar, como palavras acentuadas, r ou rr, l ou u, s ou ss, por exemplo. Outra maneira de trabalhar com o ditado lacunado é envolver os alunos na seleção de palavras que eles considerem difíceis. Em geral essas palavras são aquelas em que há o emprego de letras rivais para uma mesma posição. Um grupo de alunos seleciona previamente as palavras que devem ser omitidas da cópia e dita o texto aos demais. Depois outro grupo realiza a tarefa.

  • DITADO EM DUPLAS
O professor seleciona um pequeno trecho que deverá ser ditado e organiza a turma em duplas heterogêneas, envolvendo os alunos com maior ou menor facilidade em ortografia. Quem tem maior dificuldade dita primeiro. Além de ditar, o aluno deve também acompanhar o que o colega está escrevendo e apontar os erros que for encontrando. Depois quem escreveu primeiro dita ao outro o mesmo texto. Isso permite que a criança com mais dificuldades possa obter melhores resultados e se encoraje para aceitar novos desafios.
 
  • JOGO DE DITADO
    Há ainda uma outra variação interessante que permite trabalhar a articulação entre aumento da velocidade na escrita e redução de problemas ortográficos. O professor põe no quadro-negro várias cópias do texto a ser ditado. O aluno deve se dirigir ao local em que estão afixados os textos, memorizar um trecho, voltar à sua carteira e escrever a passagem. Vence quem escrever em menos tempo, com letra legível e menor número de erros.

  • DITADO COM ADIVINHAÇÕES: Você cria quadrinhas com características de determinados objetos, animais, os alunos têm que descobrir do que você está falando e escrever o nome.
    Ex.: sou pequena, redonda e faça a alegria dos meninos. Sou a ______


  • DITADO MUSICAL: Coloca-se uma música para os alunos escutarem. No momento que ela pára, os alunos devem escrever a última palavra que ouviram. Uma variação: ter a letra da música com lacunas, depois de ouvir a música, escrever as palavras que faltam.


  • DITADO COMPLETANDO FRASES
    A professora escreve uma frase incompleta e dá 2 ou 3 opções de palavras para que os alunos completem a frase. Essas palavras não são escritas. Ex.: A casa é__________. (pequena, amarela, bonita).
    Pode aumentar o grau de dificuldade pedindo que completem a frase com duas palavras.


  • DITADO RELÂMPAGO DE FRASE
    A professora escreve uma frase e pede que leiam. Em seguida, apaga a frase e pede que escrevam.
 
  • JOGO DE DITADO

Há ainda uma outra variação interessante que permite trabalhar a articulação entre aumento da velocidade na escrita e redução de problemas ortográficos. O professor põe no quadro-negro várias cópias do texto a ser ditado. O aluno deve se dirigir ao local em que estão afixados os textos, memorizar um trecho, voltar à sua carteira e escrever a passagem. Vence quem escrever em menos tempo, com letra legível e menor número de erros.

 

  • DITADO COM APOIO

Colocar um cartaz com as sílabas, acentos, r, s, n, m, l, u e vogais. Ao falar uma palavra, apontar para as sílabas da mesma. Em seguida as crianças escrevem a palavra ditada. Funciona como um “jogo da memória”.

 

  • DITADO SOLETRADO (Prof.ª Sonia Ubeda)
    Dito a palavra e as crianças soletram sílaba por sílaba.
    Isso tem auxiliado bastante o processo de construção de escrita de minhas crianças. Durante o ditado costumo lançar perguntas como: é com z ou s? x ou ch? Por que? Por que l e não u?
    Mesmo os que ainda não conseguem escrever de forma convencional, conhecendo as letras do alfabeto, conseguem acertar a maioria das palavras e isso gera maior estímulo e confiança.
    Temos que ver a forma de ditado que dá melhores resultados em nossa sala de aula. De repente, o que é bom para minha sala não o é para a sua. As turmas são diferentes.
    O ano passado meus alunos gostavam de ditado em ordem alfabética. Cada aluno ditava uma palavra seguindo a ordem alfabética para não ter bagunça um dia seguíamos a ordem da chamada e outro dia as fileiras de carteiras.

Obs.: Essas sugestões foram retiradas da comunidade Sugestão de Atividade Escolar http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=32485107

 

 

 Clique aqui para baixar modelos de ditados (com personagens de desenhos animados).
 
 


Vídeo para Reunião de Responsáveis: "Segredo"

 


 
Essa experiência real foi promovida pela marca BIC®, com criação da agência Y&R e produção da Conspiração, com o objetivo de destacar a importância dos pais acompanharem de perto os estudos dos filhos e até mesmo estudarem juntos ao longo do ano. A iniciativa inédita foi transformada nesse emocionante minidocumentário “Segredo”.
 
♥♥♥
 
Os pais e mães (os adultos que cuidam das crianças)
 fazem toda a diferença na vida escolar de seus filhos(as)! 
Se os pais e mães não podem "sentar" junto para ensinar, que pelo menos, coloquem as crianças para estudar, que cobrem resultados, que olhem os cadernos, que se interessem pelo processo de aprendizagem de seus filhos! Boletim não se faz da noite para o dia. Não se olha um boletim só no final do ano. São 200 dias letivos!!! Sempre disse aos meus alunos adultos e aos respónsáveis nas reuniões, perguntem todos os dias aos seus filhos: - O QUE VOCÊ APRENDEU HOJE? Assim, a criança desde pequena, vai entender o quê foi fazer na escola. Se o que a criança tem a dizer são apenas as "fofocas das crianças", há alguma coisa de errado nesta história...
Um abraço,
Ivanise :)
 

17 de jan de 2016

Clipping: Letramento e Alfabetização


Magda Soares
  • Métodos de alfabetização – Entrevista com Magda Soares (vídeo)
  • Entrevista com Magda Soares (parte I) Vídeo: A professora emérita da Faculdade de Educação (FAE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) é uma das maiores especialistas em Alfabetização e Letramento no país, Magda Soares responde a perguntas de professores alfabetizadores oferecendo dicas importantes para a prática na sala de aula.
  • Entrevista com Magda Soares (parte II) Vídeo: os princípios pedagógicos da alfabetização e a necessidade da criança aprender a ler e escrever por meio de práticas e materiais reais de leitura e escrita, salientando que a alfabetização e o letramento devem ocorrer de forma articulada.
  • Entrevista com Magda Soares (parte III) Vídeo: políticas públicas para a alfabetização: tanto as de âmbito nacional, como as de nível estadual e municipal. A educadora aborda, também, a questão das avaliações externas e pondera que é importante haver um olhar "de fora" sobre a educação desde que baseado em um currículo com metas estabelecidas de forma clara.

Links Legais
Letramento / Alfabetização
Técnicas
Linguagem

8 de jan de 2016

Dicas para Reunião com os Responsáveis

 
Dicas para Reunião com os Responsáveis
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Faz parte da vida dos professores preparar e
conduzir as reuniões com os responsáveis pelas crianças.
Reuni aqui algumas dicas recolhidas da internet,
 e procedimentos que também uso nesses momentos.
A reunião não é um embate, é um momento de encontro com os responsáveis e a
possibilidade de conversar sobre o andamento da turma.
Caso seja necessário falar sobre um aluno em especial você tem suas opções:
a) deixar para o final os atendimentos particulares;
b) agendar uma data e horário específicos;
Não use a reunião para comentar assuntos particulares na frente de todos.
Deixe isso claro antes de começar.
Vamos lá?!
Mãos à obra!
Ivanise Meyer
 
♥♥♥
 
♥ Dicas sobre a reunião ♥
 
- Cause boa impressão na apresentação: a escola é nosso ambiente de trabalho, exige uma roupa condizente com nossa função. Use uma roupa discreta, sem decotes, transparências ou detalhes que atrapalhem sua movimentação. Não exagere na maquiagem. Se a escola tem um uniforme para os professores, fica mais fácil pois você não terá que escolher o que vestir.
 
- Deixe a pauta da reunião em lugar visível: um cartaz ou escrito no quadro-de-giz ou branco.
- Deixe na sua mesa a documentação da reunião: lista de presença, documentos a serem entregues, textos copiados a serem entregues, pauta da reunião. Não se esqueça das canetas para os pais assinarem.
 
- Prepare uma lembrança da reunião: pode ser um texto, uma letra de música, uma lembracinha feita pelas crianças (ímã de geladeira, mini-calendário, dobradura, etc).
 
- Supere resistências iniciais: use uma dinâmica de apresentação. Se o tempo é curto, leia um texto agradável (providenciar cópias para todos os pais, para que possam acompanhar a leitura). Você poderá usar uma música com letra significativa. Se tiver possibilidade, poderá trazer um texto em Power Point.

- Criar um clima favorável: a primeira reunião é a mais difícil, pois não conhecemos os pais. Tente manter a calma, o sorriso e tenha uma pauta de reunião. Eu gosto de deixar numa mesa: café, água gelada, biscoitos (ou bolo), guardanapos e copos descartáveis. Os pais percebem que você se preocupa com eles, isso cria um clima agradável e mais descontraído.

- Cortesia, atenção, simpatia: sempre presentes a qualquer momento.

- Demonstrar sólidos conhecimentos sobre o assunto a ser tratado: uma reunião deve ser preparada com antecedência. Saiba sobre o que vai falar. Os recados da direção devem ser discutidos antes da reunião, se possível devem estar escritos para evitar "interpretações".

- Estabelecer diálogo: os pais devem perceber quando poderão falar. É importante não tratar assuntos particulares na frente de todos. Deixe isso claro ANTES de começar a reunião. Caso alguém insista, peça para deixar para o final.

- Ser assertivo, sem entrar em clima de agressividade.

- Ouvir objeções até o final: mantenha a calma, saiba lidar com situações inesperadas. É a parte delicada da reunião. Caso aconteça, ouça com empatia e responda da melhor maneira possível (dica: se coloque no lugar de quem fala).

- Iniciar pelos aspectos positivos do grupo: todos os grupos têm pontos positivos, procure ressaltá-los.

- Evitar comparações de alunos e classes: isso é muito desagradável (por mais verdadeiro que seja).

- Não expor o aluno: casos particulares devem ser tratados em atendimentos individuais.

- Deixar claro, sempre que necessário, que a reunião de pais tem como objetivo tratar de assuntos referentes ao grupo.

- Como os pais podem auxiliar ou orientar nas tarefas de casa: muitos pais não sabem como ajudar, precisam de nossa orientação.

- Envolver os pais no processo de aprendizagem do filho: informar como os filhos estão aprendendo e para quê.

- Lembre-se: os pais não esperam explanações teóricas acerca de algum tema. Procure ser objetivo e prático em sua fala.

- Não imponha seus pensamentos religiosos, pois a educação brasileira é laica. Cada um de nós tem liberdade de credo garantido pela Constituição, e deve ser respeitado seja qual for a religião seguida ou não.
 

 
♥ Dicas sobre o que devemos evitar ♥

- Evite gírias: Tá legal, oi cara, tudo em cima?

- Expressões repetitivas: Né; ta; viu? Certo?

- Tratamento íntimo: Meu amor, querido(a), benzinho, flor.

- Expressões dúbias: Eu acho, eu penso que pode ser, talvez, quem sabe?

- Condicionais: Seria, poderia, faria, gostaria.

- Palavras negativas: Impossível, não; sem explicar o porquê.

- Evitar: "Eu não penso assim, foi a direção que decidiu." "Aqui é assim mesmo, o senhor tem razão!"

- Falar o nome do aluno ou dos pais errado.

- Lembre-se! A primeira impressão é a que fica e a última também.
Organizado por Ivanise Meyer®


4 de jan de 2016

Calendários - 2016

 
 
 
♥♥♥
Organizei esses calendários para sua sala de aula ou colar no caderno.
Estão disponíveis para download (gratuito) pelo Google Drive em formato PDF.
Desejo um bom ano de trabalho para todos nós!
Um beijinho,
Ivanise :)
 
 
 
 


21 de out de 2015

África: contos africanos, protagonistas negros e a Lei 10.639/03

 
África
~~~~~~
É o terceiro maior continente da Terra, ficando apenas atrás da Ásia e das Américas. Junto com as ilhas adjacentes, ocupa cerca de 30 milhões de km2, cobrindo 20,3% da área total da terra firme do planeta.
É também o segundo continente mais populoso da Terra, ficando apenas atrás da Ásia. Possui mais de 900 milhões de habitantes em 53 países, representando cerca de um sétimo da população do mundo.
Dos 30 países mais pobres do mundo (com problemas como subnutrição, analfabetismo, baixa expectativa de vida, etc), pelo menos 21 são africanos.
A fome e a grande disseminação de doenças são consequências da exclusão social, herança de um passado colonial.
Para saber um pouco mais sobre a África, clique aqui.
 
A cultura brasileira é resultado de muitas histórias, costumes e tradições, dentre elas, os povos africanos que aqui chegaram trazidos como escravos.
Porém, essa parte de nossa história foi subtraída dos livros didáticos por anos... O conhecimento da academia não chegava às escolas, e assim, pouco se valorizava as manifestações culturais de raízes africanas.
A Lei 10.639/03 alterou a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira". O conteúdo programático inclui o estudo da História da África e dos Africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política pertinentes à História do Brasil.
O dia 20 de novembro foi incluído no calendário escolar como ‘Dia Nacional da Consciência Negra’.
Porém, não basta apenas uma "lei" para trazer esses conteúdos às salas de aula. Há muito para ser discutido, refletido e feito. Foram séculos de abandono, preconceito e desrespeito pelo ser humano.

 
 
Como podemos trazer essas discussões para as crianças? Através das histórias, dos contos de tantas partes da África, dos contos que ficaram aqui como herança das histórias contadas desde os tempos do Brasil Colônia.
 
No Baú das Histórias e Poemas você poderá encontrar (clique no link):

Organizado por Ivanise Meyer®


19 de set de 2015

Dia da Árvore

21 de setembro
Dia da Árvore
...........................
 
Eu sonho o que eu quero!
 
Eu sonhei quer era uma árvore,
Com galhos cheios de flores,
Com frutos, com muitos ninhos,
Com vento nas minhas folhas,
Com canto de passarinhos.

Um dos galhos era grande,
Como um braço se estendia.
Nele alguém dependurou
Duas cordas e um balanço.

Viveram muitas crianças,
Gente pequena e alegre.
E eu assim me tranformei
Na farra dos meus amigos.

Lá vêm eles, todo dia,
Para brincar no meu balanço.
Farreiam, riem e pulam,
Eles brincam, eu não me canso.

Faço frio ou faça sol,
Eles não deixam de vir.
Bricam para me alegrar,
Riem para me distrair.

Mas o dono quis fazer
Um estacionamento
No terreno onde eu estava.

E vieram quatro homens,
Com machado e com serras,
Prontos para me derrubar.

Como eu não era gente,
Não podeia nem gritar.
Foi aí que eu dei um jeito,
Para o sonho eu alterar.

Como o sonho era meu,
Descobri o que eu faria:
Era só mudar no sonho
Tudo aquilo que eu queria.

Concentrei meu pensamento,
Ficou tudo diferente.
Os tais homens, que eram maus,
Resolveram virar gente.

Deixaram a árvore em paz,
Pegaram as ferramentas,
Começaram a trabalhar
E construíam brinquedos
Pras crianças do lugar.

Então eu fiquei contente
E pude logo acordar…

Pedro Bandeira

O Dia Mundial da Árvore ou Dia Mundial da Floresta festeja-se em 21 de Março.
A comemoração oficial do Dia da Árvore teve lugar pela primeira vez no estado norte-americano do Nebraska, em 1872.
Nos
EUA, é comemorado no dia 23 de Setembro, junto do aniversário de Julius Sterling Morton, morador da Nebrasca, que incentivou o plantio de árvores naquele estado.
O Dia da Árvore é comemorado no Brasil em 21 de setembro e tem como objetivo principal a conscientização a respeito da preservação desse bem tão valioso. A data, que é diferente em outras partes do mundo, foi escolhida em razão do início da primavera, que começa no dia 22 ou 23 de setembro no hemisfério Sul.
Fonte: http://www.brasilescola.com/datas-comemorativas/dia-da-arvore.htm
 
Cada região do nosso país possui uma árvore símbolo diferente:

Árvore símbolo da região Norte – castanheira
 
 
fruto
 
 
castanha-do-pará

 
Árvore símbolo da região Nordeste – carnaúba


 
 
Árvore símbolo da região Centro-Oeste – ipê amarelo

 
 
Árvore símbolo da região Sudeste – pau-brasil



Para pesquisar sobre o pau-brasil clique aqui.
 
Árvore símbolo da região Sul – araucária
Para pesquisar sobre a araucária clique aqui.

pinhões

pinha
 
 


 

Organizado por Ivanise Meyer®

17 de set de 2015

Guia Prático do Professor de Educãção Infantil (n.º 146)

 
Já está nas bancas, no Guia Prático do Professor de Educação Infantil, edição 146 (setembro/2015),  minha participação na matéria "Criança Feliz".
Escrevi algumas dicas sobre a comemoração do Dia das Crianças na escola.
 
 A matéria traz também sugestões de brincadeiras "antigas" do Colégio Renovação e uma lembrancinha em feltro e EVA.
 
♥♥♥

 Agradeço à Ana Lúcia e equipe da WAK Editora por me proporcionar essa alegria!

 


14 de set de 2015

XVII Bienal Internacional do Livro Rio (2015)

 
 30 anos, teve início a história de sucesso da Bienal do Livro Rio: uma celebração à leitura, à cultura e à diversão, reunindo milhares de pessoas, tendo o livro como astro principal.

Dos salões do Hotel Copacabana Palace, em 1983, aos atuais 55 mil metros quadrados do Riocentro, a Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro se transformou não só no mais importante acontecimento editorial do Brasil, como também em um evento literário que mobiliza o país. A cada edição, o evento cultural e empresarial supera expectativas de público, vendas e mídia.

Bienal do Livro Rio é o maior evento literário do país, um grande encontro que tem o livro como astro principal. Para o leitor, é a oportunidade de aproximação dos seus autores favoritos e de conhecer muitos outros. Durante onze dias, o Riocentro sedia a festa da cultura, da literatura e da educação. Nos espaços dedicados às atrações, o público pode participar de debates, bate-papos com personalidades e escritores, além das atividades culturais que promovem a leitura. Atraente, variada e dinâmica, a Bienal do Livro Rio é diversão para toda a família!

O evento também conta com a realização do Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e com o patrocínio da Secretaria de Estado de Cultura, pela Lei estadual de Incentivo à Cultura.
 
Este ano a Bienal foi de 3 a 13 de setembro.
 
Chegando à Bienal...

Fui com Ione e Sérgio Barreto
 
Visitamos o estande do Mauricio de Sousa, homenageado pelos seus 80 anos!
 
Mesmo ao lado do Mauricio "virtual" foi emocionante!
 
Quadrões da Turma da Mônica
 
Painel com as novidades
 
Algumas publicações internacionais
 
Turma da Mônica pelo mundo!!!
 
#EuvalorizooProfessor #Euapoio

Muito amor!!!
 
O país homenageado nessa Bienal foi a Argentina.

Lembrei do filhão! Muitos vilões e super-heróis espalhados pela Bienal.
 
O estande da Editora WAK - Pavilhão Verde - foi um sucesso!

Meu filho-de-papel (segurando a capa da 1.ª a 4.ª edição),
e abaixo a capa da 5.ª edição.
 
Visita ao estande da WAK - com Leandro
 
Matando as saudades!!! Com Pedro da WAK
Sempre agradeço pela oportunidade que tive na WAK Editora de publicar o Brincar & Viver. Obrigada por tudo, Pedro, Alan, Leandro Lopes e todos da equipe dessa editora que nos trata com tanto carinho!
 
♥♥♥
 
Comprinhas do 1.º dia
 
Comprinhas do 2.º dia

Meu presente de aniversário literário:
um autógrafo do Ziraldo na
edição comemorativa dos
25 anos do Menino Maluquinho!
Fiquei muito emocionada!!!
 
 
Voltei no sábado, cheguei cedinho, e...
Muitas filas, ônibus de escolas, alunos (menos do que na quarta),
 muitos jovens, muita gente!!!
Hoje fui atrás das promoções e vi muitos livros bons a 5, 10, 15, 20 reais.
Me incomodou a fala de um rapaz:
- "Esses livros aí (apontando para os de dez reais) não têm qualidade. Só tem porcaria."
Isso ficou martelando meu juízo. Vi tanta gente feliz por estar COMPRANDO LIVRO(S). Sinceramente, não interessa o valor, o importante é a LEITURA.
Se é literário, se é arte, é outra discussão.
Mesmo com aquele furdunço todo, com as filas, pés doendo, eu gostei muito de ver tanta gente em um evento literário.
 
 
Até a próxima!!!
#EuAmoLer
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...