20 de mai de 2015

Reflexões sobre a criatividade

JARDIM SECRETO
Ivanise Meyer

Hoje eu vi o livro "Jardim Secreto" em uma papelaria, junto a ele, caixas de lápis de cor, formando uma espécie de "kit pintura".

Dei uma olhada nas figuras, e deixei-o no mesmo lugar. Embora eu goste muito de pintura, não o trouxe para casa, mas pensei em muitas coisas...

Cada pessoa adulta decide como passará suas horas de lazer, ou como costumo dizer "momentos de puro ócio." Quero deixar claro que não escrevo para criticar as pessoas que utilizam este ou qualquer livro do mesmo estilo.

Livros de colorir, revistas de banca de jornal, não são novidade. Eram coisas "para criança" com motivos infantis.

 Lembrei do que acontece com a criatividade da maioria das crianças quando iniciam na escola, especialmente, no ensino fundamental. Ela se perde. Se perde porque como há muita coisa já pronta, para quê perder tempo em criar seus próprios desenhos? Não se coloca a mão na massa, na argila, não se suja de cola, não se pinta, tudo que poderia ser linguagem, fica mudo... Emudecendo o potencial criativo de tantas crianças.


Criatividade não está relacionada com "talento". Todos somos criativos, dependendo apenas das oportunidades que temos ao longo de nossas vidas. Muitas crianças dizem "eu não sei desenhar", mas quem disse que se sabe ou não? Podemos não desenhar conforme um modelo pré-estabelecido, mas todos nós temos capacidade de nos expressar por grafismos, desenhos... Isso é humano.


Qual o valor da arte na escola? Qual é o tempo que destinamos em nosso planejamento onde nossas crianças possam criar, experimentar, produzir? E não falo apenas das artes plásticas, falo de todas as artes. Arte é uma forma de expressão individualmente coletiva.


O mundo muda tão rápido, mas muitas coisas circulam, e voltam... Um exemplo? Os livros para colorir. Nesse meu tempo de professora já vi de tudo: desde fornecer os desenhos prontos para as crianças apenas colocarem cor, até não trazer mais "modelos" e incentivar que cada um criasse o "seu" desenho. São ciclos...

Lógico que a criança também precisa experimentar colorir os desenhos feitos por outras pessoas, mas que isso não seja a única experiência artística dela. Saber o nome das cores não é suficiente, é preciso sentir as cores, perceber nuances, ver as cores pelo ambiente, nos objetos... A vida é colorida! Que ela possa escolher as cores, os efeitos, para que imprima algo de "seu" no desenho do outro. Nada de ficar indicando as cores! Deixe que veja muitas imagens coloridas e que ela escolha quais cores representam a sua interpretação.

A criança que hoje é "escrava" das ordens de um computador (seja em um celular, em um tablet, ou coisa parecida) não cria. Ela apenas segue ordens, ganha "prêmios" caso execute as ordens direitinho. E só. Criatividade, nenhuma. Talvez a criatividade seja apenas de quem criou o jogo.

Faço aqui um apelo: permitam que suas crianças sejam criativas! Incentivem, forneçam material (livros literários, papéis, lápis cera, hidrocor, tinta, cola, etc), tempo, lugar (espaço), valorizem suas produções! Que as crianças possam viver e experimentar o quanto é bom criar, fazer seus desenhos e colocar as cores que gosta.


(Acrescentei outras reflexões ao texto publicado na página do Baú de Ideias no Facebook)

Organizado por Ivanise Meyer®

19 de mai de 2015

Produção Artística das Crianças

Produção Artística das Crianças
Artigo de Ivanise Meyer
~~~~~~~~~~~~~~~~
As crianças se expressam das mais variadas formas, uma dessas é utilizando as linguagens artísticas.
Na creche e na escola podemos aproveitar vários momentos, para ampliar a criatividade da criança, não apenas oferecendo materiais, mas propondo a sua utilização.
Uma "técnica" de artes só tem sentido quando a criança consegue expressar seu pensamento e suas emoções. Precisa fazer sentido para ela, não apenas "ser bonito" para alguém.
Sempre que uma criança me pergunta se o que faz está "bonito", eu devolvo:
- Você acha que está bonito?
Minha intenção é que a criança valorize sua produção, que deve ser respeitada pelos adultos e pelas outras crianças.
Critérios de julgamento do tipo "feio" ou "bonito" de nada ajudam, pois a linguagem artística é subjetiva.
Pode-se conversar com as crianças sobre como fazer (técnica) e os cuidados com os materiais (como lidar com tintas, lápis, pincéis, etc). Os resultados das produções dependerão do envolvimento de cada criança.
Acredito que não se produz a partir do "vazio"... Antes de propor uma produção artística podemos ler uma história, cantar uma música, fazer uma brincadeira, apreciar produções de artistas conhecidos, assistir um programa sobre o tema a ser trabalhado, entre outras sugestões.
Assim "nutrida", a imaginação e a criatividade se expressam mais facilmente através das linguagens artísticas.
 Todos esses momentos devem ser planejados pelo professor, prevendo quais materiais irá precisar com antecedência, selecionados de acordo com a faixa etária, observando as fases que as crianças estão na construção do conhecimento sobre o uso destes materiais.
O mesmo material pode ser utilizado mais de uma vez, pois a cada vez a criança vai modificando, criando e inventando novas formas de utilização.
Variar os materiais amplia as experiências infantis nas produções artísticas.
A produção artística pode estar ligada ao tema trabalhado em uma história, brincadeira, jogo, música, vídeo, ou assunto estudado, fazendo parte do cotidiano, não apenas como "técnica", mas como expressão da linguagem artística.
A criança aprende os procedimentos para desenhar, pintar, modelar, construir, recortar e colar, utilizando-os para criar.

Deixo a seguir algumas sugestões em desenho, pintura, modelagem e colagem.

♥ Desenho e Pintura ♥

Meios secos: lápis cera, lápis de cor, giz e carvão.

Meios aquosos: anilina, guache, cola colorida, tinta para pintura a dedo, aquarela e caneta hidrocor.

Suportes para o Desenho:

- Na areia: uma caixa com areia. A criança desenha com os dedos. Permite várias possibilidades. Já usei uma embalagem de pizza como caixa de areia e deixei conchas para que fizessem a composição de desenhos. Ficaram lindos!
- No quadro-de-giz: usar giz branco e colorido e apagador.
- No chão: pode utilizar giz ou carvão. O giz é mais fácil de tirar, pois a própria água da chuva "lava" o chão.
- Em papéis: variar o tamanho do papel, além do A4 e do A3 (aquela folha dupla), pode-se utilizar variados tipos e tamanhos, formas (papel cortado em forma de círculo, quadrado, etc). Além do papel branco, temos os coloridos, craft, cartolina, glacê, camurça, papel jornal, papel de seda, vegetal, pardo, quarenta quilos, celofane, crepom, lixa de madeira, emborrachado (EVA), tecido não tecido (TNT), papel reciclado. São muitas as possibilidades de desenho em papel!
- Em paredes: pode-se ter uma parede azulejada para pintura com guache que possa ser lavada após a apreciação e reutilizada.
- Uma mesa ou bacia (retangular e baixa) para pintura a dedo.
- Suportes tridimensionais: desenhos em caixas, tubos de papelão, embalagens, etc.


♥ Modelagem ♥

Materiais: massinha (plastilina ou de amido), argila, areia molhada (caixa de areia).
Pode-se oferecer rolinhos de madeira, palitos (de picolé), moldes.

♥ Colagem ♥

Os suportes para a colagem de materiais podem ser variados como papéis e caixas, para composições individuais ou coletivas. Um mosaico pode ser uma proposta para toda a turma participar.
Os materiais a serem colados podem ser: sementes, folhas e flores secas, barbante, lã, areia, serragem, algodão, retalhos de EVA, fita metalóide (pedaços cortados), retalhos de tecidos, restos de papel de presente, formas geométricas já cortadas. O papel crepom é maleável, fácil de dar forma usando as mãos.
Eu tenho uma caixa com divisórias para pequenos pedaços de papel colorido (sobras) que as crianças utilizam nas colagens.
Há dois materiais para colagem que gosto muito: confete e serpentina (podem ser adquiridos em lojas na época do Carnaval).
Muitas "sucatas" podem ser aproveitadas nas colagens.

▼▼▼

É importante supervisionar o uso da cola e da tesoura (sem ponta).
Para evitar acidentes,
 nunca se afaste da sala quando as crianças estão usando estes materiais.
Antes de utilizar a tesoura a criança precisa adquirir habilidade para isso,
senão o uso torna-se perigoso.
A criança não aprende a manusear os materiais sozinha,
precisa aprender como utilizar sem se machucar,
ou algum colega. Quem ensina como manusear é o professor.

▲▲▲

Como apresentar as produções?

Mural da Turma do Coração (desenho em lixa)

A apresentação de um trabalho é tudo! Ela vai valorizar as produções das crianças.
Observe o mural acima, se tivesse grampeado os desenhos sem o fundo vermelho eles não teriam a mesma graça...
Essa é a "nossa parte" no trabalho das crianças, ou seja, como tornar os trabalhos valorizados para elas e os adultos que os observam. Colocar uma moldura, arrumar em um cartaz ou mural, fazer uma coletânea com capa (encadenar usando grampeador ou espiral), expor suas modelagens em uma mesa decorada, são formas de apresentação das produções artísticas.
Organize com elas uma exposição de trabalhos, convide os pais, é uma experiência maravilhosa!

Organizado por Ivanise Meyer®

3 de mai de 2015

Dia das Mães: Ser Mãe


Ser Mãe
~~~~~~~~~~
 
Antes de ser mãe eu dormia o quanto eu queria
e nunca me preocupava com a hora de ir para a cama.
 
Antes de ser mãe eu limpava minha casa todo dia.
Eu não tropeçava em brinquedos, nem pensava em canções de ninar.
 
Antes de ser mãe ninguém vomitou, nem fez xixi em mim,
nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas.
 
Antes de ser mãe eu tinha controle sobre a minha mente,
meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos.
Eu dormia a noite toda...
 
Antes de ser mãe eu nunca tive que segurar uma criança chorando
para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções.
 
Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam.
Eu nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha.
 
Eu nunca fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.
Eu nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina pudesse mudar tanto a minha vida.
 
Eu nunca imaginei que pudesse amar tanto alguém assim.
Eu não sabia que eu adoraria ser mãe.
 
Eu não imaginava que algo tão pequeno pudesse fazer-me sentir tão importante.
 
Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes.
 
Por tudo e, apesar de tudo, obrigada, Deus,
por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo.
 
Obrigada, Deus por permitir-me ser MÃE.
 
Adaptação do texto de: Silvia Schimidt
  
 
Se quiser visualizar todas as postagens sobre o dia das mães
 
Organizado por Ivanise Meyer®
 


2 de mai de 2015

Dia das Mães: Caderno de Receitas


Caderninho de Receitas
~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Montei um caderno de receitas para presentear as mães.
Se quiser baixar, só clicar aqui.

♥♥♥
Em tempo:
Agradeço às amigas Marcília http://marciliacampos.blogspot.com/ (pelas receitas: danonão, tortinha de banana, rolinhos e bolo de cenoura formigueiro) e Andréia (do grupo Sugestões de Atividades pela "receita de mãe").
As outras receitas são do meu caderninho...


♥♥♥

As imagens estão no meu Picasa (arquivos da internet).

♥♥♥

Montagem:
♥ Professora: cortar as folhas ao meio, montar a seqüência, colocar espiral (ou grampear), capa final de cartolina, colocar em um saco de celofane e enfeitar com fitilho.
♥ Crianças: desenhar a capa, pintar as ilustrações e escrever a oração (produção de texto).


Organizado por Ivanise Meyer®

30 de abr de 2015

Dia das Mães: mensagens

Mensagens
Dia das Mães
♥♥♥
Retrato de Mãe
♥♥♥
"Uma mulher existe que,
pela imensidão de seu amor,
tem um pouco de Deus,
e muito de anjo pela incansável solicitude dos cuidados seus;
uma mulher que, ainda jovem, tem a tranquila sabedoria de uma anciã
e, na velhice, o admirável vigor da juventude;
se de pouca instrução,
desvenda com intuição inexplicável os segredos da vida
e, se muito instruída age com a simplicidade de menina;
uma mulher que sendo pobre,
tem como recompensa a felicidade dos que ama,
e quando rica,
todos os seus tesouros daria para não sofrer no coração a dor da ingratidão;
sendo frágil, consegue reagir com a bravura de um leão;
uma mulher que, enquanto viva, não lhe damos o devido valor,
porque ao seu lado todas as dores são esquecidas;
entretanto quando morta,
daríamos tudo o que somos e tudo o que temos
para vê-la de novo ao menos por um só momento,
receber dela um só abraço,
e ouvir de seus lábios uma só palavra.
Dessa mulher não me exijas o nome,
se não quiseres que turve de lágrimas esta lembrança, porque...
já a vi passar em meu caminho.
Quando teus filhos já estiverem crescidos,
lê para eles estas palavras.
E, enquanto eles cobrem a tua face de beijos,
conta-lhes que um humilde peregrino,
em paga da hospedagem recebida,
deixou aqui para todos o esboço do retrato de sua própria mãe."

Tradução do original de D. Ramóm Angel Jara Bispo e Orador Chileno

Eternamente Mãe
♥♥♥

MÃE...
que na presença constante me ensinou
na pureza do seu coração a vislumbrar caminhos...
MÃE...

dos primeiros passos, das primeiras palavras...
MÃE...

do amor sem dimensão, de cada momento,
dos atos de cada capítulo de minha vida não ensaiados,
mas vividos em cada emoção...
MÃE...

da conversa no quintal,
do acalanto do meu sono aquecido de amor,
aninhada em seu coração...
MÃE ...

do abraço, do beijo que levo na lembrança...
MÃE...

é você que me inspira a caminhar...
MÃE...

a presença de cada passo que o tempo não apaga:
por mais longo e escuro que seja o caminho,
haverá sempre um horizonte...
MÃE...

Mulher a quem devemos a vida,
que merece o nosso respeito, nossa gratidão e nosso afeto.

Autor Desconhecido
Amor de Mãe
♥♥♥
Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus:
- Dizem-me que estarei sendo enviado à terra amanhã...

Como vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso?
E Deus disse:

- Entre muitos anjos, eu escolhi um especial para você.
Estará lhe esperando e tomará conta de você.
Criança:

- Mas diga-me: Aqui no Céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?
Deus:

- Seu anjo cantará e sorrirá para você...
A cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu anjo e será feliz.
Criança:

- Como poderei entender quando falarem comigo,
se eu não conheço a língua que as pessoas falam?
Deus:

- Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.
Criança:

- E o que farei quando eu quiser Te falar?
Deus:

- Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a rezar.
Criança:

- Eu ouvi que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?
Deus:

- Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida..
Criança:

- Mas eu serei sempre triste porque eu não Te verei mais.
Deus:

- Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim, lhe ensinará a maneira de vir a Mim, e eu estarei sempre dentro de você.
Nesse momento havia muita paz no céu,

mas as vozes da terra já podiam ser ouvidas.
A criança apressada, pediu suavemente:
- Oh Deus se eu estiver a ponto de ir agora, diga-me por favor, o nome do meu anjo. E Deus respondeu:

- Você chamará seu anjo... MÃE!
Autor desconhecido
♥♥♥

Veja essa mensagem em:
Abecedário da mamãe
♥♥♥
A - Amiga
B - Bonita
C - Carinhosa
D - Dedicada
E - Elegante
F - Feliz
G - Gentil
H - Honesta
I - Inteligente
J - Justa
L - Legal
M - Modesta
N - Natural
O - Organizada
P - Protetora
Q - Querida
R - Risonha
S - Sincera
T - Trabalhadora
U - Única
V - Verdadeira
X - Xodó
Z - Zelosa
RECEITA DE MÃE
♥♥♥
INGREDIENTES BÁSICOS:

- APROXIMAÇÃO SEM CERIMÔNIA
- MUITO CALOR NOS SENTIMENTOS
- CONVERSINHAS
- ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃO
- ABRAÇOS APERTADOS
- BEIJOS A VONTADE

MODO DE SER:

SONHE O SONHO SEM DUVIDAR,
DEIXE O SORRISO ACONTECER,
OLHE BEM DENTRO DOS OLHOS,
NÃO POUPE ELOGIOS.
APONTE UM DEFEITO, COM JEITO.
CONTE UMA HISTÓRIA,
ACHE GRAÇA DA PIADA,
AJUDE RESOLVER O PROBLEMA.
DIGA SEMPRE:
- EU AMO VOCÊ!

RECOMENDAÇÃO:

O TEMPO DE PREPARO É FUNDAMENTAL: UMA VIDA!
E NÃO SE ESPANTE COM O RESULTADO: A MÃE MAIS
FELIZ COM CERTEZA SERÁ VOCÊ!
Marcas dos dedos
♥♥♥Às vezes, você se aborrece
Porque ainda sou criancinha
E sempre deixo marcas de dedos
Nos móveis da casa inteirinha.
Mas estou crescendo dia a dia
E logo adulto vou ser
E essas marcas de dedos
Vão todas desaparecer.
Agora deixo uma marca bem especial
Pra você nunca esquecer
Como eram meus dedinhos
Antes de eu crescer.
As diferentes imagens de uma Mãe:
♥♥♥
- 4 anos de idade... Minha mamãe pode fazer qualquer coisa.
- 8 anos de idade... Minha mamãe sabe muito ! Um montão !
- 12 anos de idade... Minha mãe não sabe absolutamente tudo !
- 14 anos de idade... Naturalmente, mamãe tampouco sabe isto !
- 16 anos de idade... Minha mãe ? Ai ! é tão antiquada !
- 18 anos de idade... Esta velha? Está totalmente fora de época !
- 25 anos de idade... Bem, pode ser que saiba algo a respeito.
- 35 anos de idade... Antes de decidir, porque não pedimos a opinião da mamãe ?
- 45 anos de idade... Me pergunto, que haveria pensado mamãe a respeito ?
- 65 anos de idade... Oxalá pudera comentá-lo com minha mamãe...

Mãe
Composição: Sergio Saas
♥♥♥

Mãe, tanta coisa aconteceu
Mãe, tanto tempo se passou e eu
Não sou mais um menino, eu cresci.
Mãe, as lembranças me acompanham
Eu tentei, resistir e esquecer,
Mas pensei, o que seria de mim
Sem ti.
Sem teu cuidar, sem teu carinho,
Sem tua atenção estou sozinho,
Mamãe, não posso viver sem você.
Coro I
Mãe quero te encontrar e te abraçar
Mãe tenho tanta coisa pra falar
Não quero mais de ti me separar
Mãe, eu te amo!
Mãe, um espelho me revela
Que o tempo da aquarela já passou
E eu não posso voltar atrás.
Perdão, por está sempre ocupado
e não ter visto o tempo passar.
A saudade faz um homem chorar.
Pois sinto falta da tua voz
De te ouvir numa cançãodo teu olhar, do teu sorrir
Ensinou-me a primeira oração
Coro ICoro II (3.° coro diferrente)
Mãe, quero ter você sempre por perto
Mãe, sempre aguardou o meu regresso
Não quero mais de ti me separar
Mãe, eu te amo!
Sempre me amou, me educou
Por mim orou, me ensinou
Sempre me amou, me educou
Me ensinou, por mim orou
Mamãe te amo
♥♥♥
Emocione-se neste vídeo:

♥♥♥♥♥
♥♥♥
Pra sempre em meu coração
Cristina Mel
Eu queria o tempo parar
De novo lhe fazer ninar
Crescer e mudar, não dá pra evitar
É o caminho que Deus lhe traçou
Brinquedos, gibis, violão
Espalhados por todo lugar
Um dia a poeira eu irei tirar
No silêncio de não te encontrar
Vou guardá-lo em meu coração
As lembranças jamais mudarão
Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração
Os dentinhos você vai trocar
E roupas maiores usar
O seu caminhar vai para longe o levar
Pois não posso impedir seu querer
Os dedinhos que agarram minha mão
Coisas grandes eu sei que farão
Você não é meu, é um presente de Deus
E o futuro está em suas mãos
Vou guardá-lo em meu coração
As lembranças jamais mudarão
Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração
Pois quando partir e saudades sentir
Estará sempre em meu coração.
♥♥♥
O coração está preparado? Então, emocione-se:


Organizado por Ivanise Meyer®

2 de abr de 2015

Dia Internacional do Livro Infantil

Hans Christian Andersen
(2/4/1805 - 4/8/1875)



Hans Christian Andersen (Odense, 2 de Abril de 1805 — Copenhague, 4 de Agosto de 1875) foi um poeta e escritor dinamarquês de histórias infantis. O pai era sapateiro, o que levou Andersen a ter dificuldades para se educar, mas os seus ensaios poéticos e o conto "Criança Moribunda" garantiram-lhe um lugar no Instituto de Copenhague. Escreveu peças de teatro, canções patrióticas, contos, histórias, e, principalmente, contos de fadas, pelos quais é mundialmente conhecido.

Entre os contos de Andersen, destacam-se: O Abeto, O Patinho Feio, A Caixinha de Surpresas, Os Sapatinhos Vermelhos, O Pequeno Cláudio e o Grande Cláudio, O Soldadinho de Chumbo, A Pequena Sereia, A Roupa Nova do Rei, A Princesa e a Ervilha e A Pequena Vendedora de Fósforos, dentre outros.

Publicou ainda: O Improvisador (1835), Nada como um menestrel (1837), Livro de Imagens sem Imagens (1840), O romance da minha vida (autobiografia em dois volumes, publicada inicialmente na Alemanha em 1847), mas a sua maior obra foram os contos de fadas (Eventyr og Historier, ou Histórias e Aventuras) que publicou de 1835 à 1872, onde o humor nórdico se alia a uma bonomia sorridente, e onde usa simultaneamente a base constituída por contos populares e uma ironia dirigida aos contemporâneos.

Fonte: Wikipédia

Mais informações no

20 de mar de 2015

Coelho (fantoche)

Coelho (fantoche)
~~~~~~~~~~~~~~~
Hoje fiz esse coelho com as crianças.
Elas gostaram porque se torna
um brinquedo (fantoche)
depois de pronto.
Serve como sugestão para
Páscoa, pois o coelho
é um de seus símbolos.
Veja o passo a passo no
Baú das Dobraduras

20 de fev de 2015

Linguagem 33: Quebra-cabeça do nome



Quebra-cabeça do Nome
♦♦♦
Peças do jogo com envelope.
♥♥♥
Materiais: cartolina para imprimir, Contact® (para plastificar), tesoura para cortar e envelopes (para guardar o jogo).
♥♥♥
Como fazer: Usando o programa Word®, inserir uma tabela em página no modo "paisagem" (deitada), com 11 colunas pelo número de linhas necessárias (depende do n.º de alunos).
Imprimir, plastificar e cortar as peças.
Colocar o jogo em uma caixa, saco plástico, ou envelope.
♥♥♥
É importante que exista um "modelo" no nome impresso para a criança consultar se for necessário.
É só brincar!

♥♥♥


Como essas mesmas peças você pode fazer a brincadeira do quebra-cabeça do alfabeto:
http://baudeideiasdaivanise.blogspot.com/2009/07/linguagem-jogos-com-o-alfabeto.html
 
Organizado por Ivanise Meyer®

14 de fev de 2015

Sugestão de vídeo para o Carnaval


Um vídeo da Turma da Mônica sobre fantasias e Carnaval!
Vale à pena assistir com as crianças!
 

 

7 de fev de 2015

Mensagem para reunião


Estava arrumando meus materiais (sempre faço isso no início de cada ano)
e encontrei essa mensagem que usei na primeira reunião de pais em 1999.
Esta foi minha primeira turminha na Educação Infantil!
 
 
Recordar é viver!
 
Organizado por Ivanise Meyer®
 





4 de fev de 2015

Sugestões para o Início do Ano

Sugestões dos Baús para você
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Vídeos para começar o ano
e reuniões:

♥♥♥

Textos para o início do ano:

♥♥♥

As postagens do

♥♥♥
Organizado por Ivanise Meyer®

2 de fev de 2015

Prepare a volta às aulas!


Um novo ano em nossas vidas!

Todo ano é um novo ano.
Pode ser o primeiro ano na escola (ou creche),
pode ser a primeira vez,
pode ser um retorno à escola,
não importa,
todo ano é um novo ano.
Faz parte das estratégias da escola
conquistar seus alunos logo no início.

Sugestões do Baú de Ideias:

1) Convide os pais para passarem alguns momentos na escola.
Uma opção é fazer uma palestra sobre a importância da sua participação na educação dos filhos e nas atividades da escola.
Uma sugestão é planejar uma atividade que o responsável possa fazer junto ao seu filho,
coordenado pela professora da turma, ex.: ouvir uma história, fazer uma dobradura, montar um brinquedo com sucata.
Pode-se organizar uma mesa com pequeno lanche: biscoitos, refrescos, café e água.
2) Pais e alunos podem fazer uma "excursão" pela escola supervisionados pela professora da turma. Assim, podem conhecer os espaços da escola e algumas das propostas que serão desenvolvidas.
3) Prepare crachás de identificação para as crianças e escolha uma dinâmica para a distribuição.
4) Outra dinâmica que eles adoram é do espelho.
 Forre uma caixa com tampa com papel decorado e dentro dela cole um espelho no fundo da caixa. Diga às crianças que dentro da caixa há um presente muito especial, mas que não podem contar depois que olharem dentro da caixa. No final, converse com a turma deixando claro que eles são o seu "presente".
5) Que tal uma lembrança deste dia?
Pela internet podemos tirar muitas sugestões de lembrancinhas: viseiras, pirulitos enfeitados, balas em porta-balas, lápis decorados (para turmas maiores), etc.
Sempre com uma mensagem de carinho, pois a criança precisa se ser acolhida neste (novo) espaço.
6) O ideal é que este primeiro dia tenha um horário reduzido para não cansar as crianças.

No índice você encontrará postagens antigas
sobre o início das aulas:



Para sugestões de mensagens e dinâmicas
visite o Baú das Mensagens:



Organizado por Ivanise Meyer®
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...